Página inicial

Posts recentes

Um Encontro Mágico

Meu primeiro livro infantil, publicado em 2019 pela Lurinha Editorial, está em campanha no catarse! Agora quero que o livro chegue mais longe! Nas mãos de crianças que dificilmente teriam acesso. Minha inspiração foi o Projeto Despertar criado pela TAG Experiências Literárias. Nos anos de 2017, 2018 e 2019 eles doaram caixinhas com livros eContinuar lendo “Um Encontro Mágico”

Filha mulher

Ontem terminamos o dia conversando sobre como ensinaríamos a Luíza a se proteger. E isso dói. * Assim que soube que estava grávida achei que era um menino. Não que isso fosse muito relevante. Tenho aversão à ansiedade das pessoas em torno do sexo dos bebês. Por que isso é importante mesmo? Quando tivemos aContinuar lendo “Filha mulher”

Me joga areia que eu te soterro.

Praia cheia. Sol fritando os ombros, a pele do rosto já meio repuxada. Amo andar pela beira da praia vazia, aquieta minha mente, mas praia cheia. Ah! É um banquete de observações. Cada guarda-sol uma sentença, um cheiro de protetor solar e as próprias regras. Adolescentes não levam guarda-sol, apenas uma toalha, canga, deitam-se ali,Continuar lendo “Me joga areia que eu te soterro.”

O que incomoda quando olhamos para a infância?

Recentemente – como tem sido praxe na internet dos nossos tempos – houve uma grande mobilização e polêmica em torno de vídeo com crianças em festa de aniversário. Lembrei-me, naquele momento, de um texto que escrevi no verão de 2019. Fui atrás dele. Quero partilhar com vocês porque algumas reflexões que reencontrei ali fazem sentidoContinuar lendo “O que incomoda quando olhamos para a infância?”

A idade das mães

Já te sentiu pressionada pra ter filhos porque estava ficando velha? De onde será que vem essa ideia?
O que é esse “pique” que a gente precisa pra ter filhos?
Por que as mulheres precisam ter o corpo inteiro pra serem mães?
Não tenho respostas, apenas reflexões.

PÉS DESCALÇOS, CRIATIVIDADE

Essa semana entrei em uma loja de sapatos para crianças. Sempre achei estranho o fato de colocarmos calçados em seres que não caminham. A vendedora aproximou-se e perguntou quanto a Luíza “calçava” – minha filha estava sem meias nesse momento pois agora aprendeu a arrancar as benditas. Ri, dizendo que nem fazia ideia. A meninaContinuar lendo “PÉS DESCALÇOS, CRIATIVIDADE”

Projeto de Vida

Jovens, escolhas, sonhos, planos, currículo, sucesso, será?

NÃO ACREDITO

Pode ser em virtude de ter bebê em casa ou porque já trabalhava em home office há mais de um ano. De alguma forma o impacto do isolamento social não tinha se abatido sobre mim. Agora, porém, depois de ler a notícia de que a Feira do Livro de Porto Alegre vai ocorrer de formaContinuar lendo “NÃO ACREDITO”

Adeus escola

Quinta-feira passada completei 9 anos de formada em Pedagogia. Teria passado em branco não fossem as amigas que carrego desse tempo. Ontem passei em frente ao antigo Instituto Vicente Pallotti, escola que frequentei durante o Ensino Fundamental, e me impactei com as novas estruturas físicas. A pouca vegetação de antes, agora se foi totalmente. NuncaContinuar lendo “Adeus escola”

Memórias…

apagadas? Terça-feira pensei muito sobre memória. No final do dia – no banho, claro – fiquei me lembrando dos tempos de FAMECOS. Foi bom sabe? Foi incrível na real, vivi e aprendi coisas ali que nenhuma outra experiência teria me proporcionado. Lembrei que realmente cogitei trabalhar com montagem – ou edição como é mais comumContinuar lendo “Memórias…”

Não foi amor à primeira vista

Eu não te amei desde o momento em que vi aparecer os dois risquinhos na fitinha. Eu não tinha certeza. Mas também não te amei quando vi o resultado do teste de sangue. Eu achava que podia estar doente quando fiquei “menstruando” por dez dias. Depois tinha o “saco gestacional com contornos irregulares” e aContinuar lendo “Não foi amor à primeira vista”

Parto é jornada

Faz tempo queria escrever sobre isso. Mais precisamente desde o dia 8 de janeiro desse ano. Dia que Luíza nasceu. Agora sento para escrever, olho a lista dos cinquenta textos da pasta “em processo” (para escolher em qual vou trabalhar) e acabo abrindo o word num arquivo em branco e escrevo: parto é jornada. AbroContinuar lendo “Parto é jornada”

Jornada

O texto de abertura do blog, escrito em 2019, chama-se “Como eu vim parar aqui”. Eu muito quis achar esse lugar que a gente chega. E para. E encontra a tal felicidade. Em 2007, meu psicólogo disse que eu tinha uma tendência de querer encontrar a grande cura (da ansiedade, da depressão). Me agarrava aContinuar lendo “Jornada”

Receba novos conteúdos na sua caixa de entrada.